Notícias & Eventos

O Sucesso do Brasil na Copa está em nossas mãos!

06.05.2011

O Brasil é visto por todo o mundo como um país acolhedor, que tem um povo alegre e hospitaleiro.  A Copa de 2014 será a grande oportunidade de mostrar ao mundo as habilidades de bons anfitriões e a capacidade de bem receber.

Enquanto para os torcedores brasileiros será uma oportunidade de assistir “em casa” ao principal torneio da modalidade esportiva mais praticada no mundo, para os demais, será um convite tentador a visitar e conhecer o Brasil. Já para as empresas, para o comércio e para a economia do país, será um excelente momento de desenvolvimento e crescimento.  Já foi dada a largada para a corrida em busca de qualidade nossos serviços. Este é o momento de aperfeiçoar habilidades de atendimento ao turista.

Pensando nisso, o Ministério do Turismo lançou o Projeto “Bem Receber Copa” que tem a missão de capacitar profissionais de linha de frente do segmento de alimentação e bebidas nas 12 capitais brasileiras que sediarão a copa do mundo. O objetivo é atingir padrões internacionais de qualidade nos serviços turísticos, promovendo ações de educação profissional focadas em pessoas, empresas e destinos.

O público alcançado por esse programa de requalificação é formado por gerentes, garçons e garçonetes, caixa de bares e restaurante e atendentes de balcão de restaurante tipo fast-food.

Pensando no desafio dos profissionais do setor em lidar com a intensidade da carga de trabalho, e a possível dificuldade de envolvê-los nos cursos propostos, a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), em parceria com o IPDE, oferece cursos por meio de metodologia facilitadora de Educação a Distância, no projeto “Profissional Bom de Copa.”

Materiais específicos e didáticos foram desenvolvidos levando em consideração as reais necessidades dos cursistas. A metodologia a distância permite o estudo em momentos cotidianos, durante o deslocamento de casa até o trabalho ou a qualquer tempo em casa. Umas das propostas do modelo é a facilidade do acesso aos materiais e atividades disponíveis 24horas na internet, além de encontros presenciais para tirar dúvidas, compartilhar idéias e conhecimentos, com o acompanhamento de tutores. Os cursos são inteiramente gratuitos e têm duração de três meses.

O Projeto visa, além da oportunidade de expandir o turismo no Brasil, corrigir a imagem distorcida de país atrasado, da exploração sexual, do trabalho infantil e da violência urbana. É preciso, para tanto, preparar-se internamente para alavancar as atividades econômicas de vários setores, gerando emprego e renda para todos, não só em tempos de copa do mundo.

O IPDE no desenvolvimento das ações de qualificação para os profissionais inscritos no “Profissional Bom de Copa” apresenta um conceito inovador de lidar com a aprendizagem valorizando a profissão e o profissional.

Para a qualificação no setor de bares e restaurantes, o objetivo é trabalhar a autoestima dos profissionais, levando vivências que ilustram a possibilidade de “viver e não ter a vergonha de ser feliz” – conforme composição musical de Luiz Gonzaga –parte do conceito escolhido para os cursos desse projeto. Espera-se que, por meio de estímulos como este, o profissional compreenda a importância de suas funções, o impacto do seu trabalho para o setor e por consequência, para o Turismo no Brasil.

Nesse caso, o resultado da valorização do profissional será visível durante a execução de suas tarefas diárias, norteadas pela frase “O Sorriso é por conta da casa” uma vez que o profissional satisfeito trabalha mais feliz.