Notícias & Eventos

Gestão Administrativa, Financeira e de Políticas Públicas

06.05.2011

O IPDE tem seu cerne marcado pela palavra inovação. Com efeito, ele sempre fez e continuará fazendo inovações. Além das diversas atividades de P&D, para produção de novos softwares, e das inovações nas áreas de educação a distância e de qualificação profissional, trabalha para melhorar constantemente seus processos internos. Por meio de incubadora de empresas, a ITB Incubadora, o IPDE apóia a aplicação e o desenvolvimento de novas tecnologias.

A  Locness Sistemas, por exemplo, uma  empresa incubada pela ITB,  desenvolveu uma solução integrada voltada para a gestão administrativa, financeira e de políticas públicas para o setor público e terceiro setor, com o objetivo de auxiliar o planejamento estratégico, o controle administrativo e financeiro e o controle de suprimentos, estoque, patrimônio, bem como a gestão de pessoas e análises de políticas públicas, integrando e relacionando todas as informações em base de dados única.

Além de todas as ferramentas de gestão necessárias para o controle administrativo/financeiro, a plataforma, conforme nos informou o Prof. Fabrício Romão de Sá Bezerra, integra-se com ferramentas de geoanálise, alavancando a Gestão de Políticas Públicas.

Quando há falta de dados estruturados, isto é, quando os dados sobre o cidadão (nome, idade, renda, escolaridade, profissão, cadastro imobiliário, etc.) são inexistentes, ou estão incompletos, ou apresentam-se duplicados, há desperdício de operação. Quando diferentes órgãos coletam e mantém os mesmos dado, há desperdício de tempo e dinheiro nas execuções fiscais e crescem as dificuldades para identificar e consolidar as demandas da população, dificuldade para avaliar a eficácia dos investimentos, dificuldade de comunicação com a comunidade etc. – explica o professor Fabrício.

Importante consequência deste cenário é a redução da capacidade de arrecadação, o alto custo da máquina administrativa, a falta de instrumentos para planejamento e análise das políticas públicas, a falta de planejamento de longo prazo, o distanciamento dos gestores para com os problemas da comunidade.

Com a implantação desta solução integrada, além dos diversos relatórios gerenciais de acompanhamento gerados pelas ferramentas de geoanálises, podemos visualizar mapas georreferenciados com informações transversais do cidadão. Isso se dá na integração de:
1.    bases públicas (saúde, segurança, educação, arrecadação, investimentos, etc.);
2.    Base privadas (cartórios de imóveis, escolas privadas, indicadores, empresas, informações de novas pesquisas, etc.);
3.    dicionários (diretório de logradouros, Censo, etc.) e;
4.    mapas (localidades, ruas, setores do Censo, etc.).

Todos estes dados são processados pela tecnologia da plataforma desenvolvida dentro do IPDE pela Locness, possibilitando milhares de consultas geoanalíticas, como exemplo: benefícios de programas sociais x região; cidadãos x programas sociais; investimentos x demandas; famílias x programas sociais x classes sociais; bairro x indicadores de saúde, área de influência de investimentos, dentre outros.

O IPDE, com seus parceiros e empresas incubadas, ao inovar e criar novas tecnologias oferece também oportunidades de mais inovações por meio de soluções práticas e palpáveis de melhoria na gestão financeira, administrativa e de políticas públicas para municípios, estados e terceiro setor. O próprio IPDE é um caso de sucesso no uso diário de ferramentas integradas de gestão.